segunda-feira, 9 de maio de 2011

Biologia I (EVANDRO)TAXONOMIA /PROTISTA/VÍRUS-RECUPERAÇÃO 1ºBIMESTRE

01--Com o processo de colonização no país e com a intensa devastação da cobertura vegetal, ocorre o desequilíbrio ambiental. Ao se retirar a vegetação, os animais silvestres que vivem nas matas se afugentam para outras áreas ou até mesmo entram em extinção. Por isso, os insetos vetores de doenças que se alimentam de sangue destes animais, encontram abrigos nas habitações humanas e alimento em abundância, ou seja, o sangue dos animais domésticos e do homem, levando o aumento na incidência de doenças infectoparasitárias.

("Caminhos de Geografia" 2(3)57-73, mar 2001, p. 58).



Sobre estas doenças, analise as afirmações a seguir:
I) Uma das medidas mais eficazes no combate à tripanossomíase no Brasil é a melhoria das condições de habitação associada ao combate ao agente transmissor invertebrado.
II) Insetos dípteros do gênero Aedes sp são os principais vetores da Leishmaniose tegumentar no Brasil. Neste caso, as fêmeas desse inseto têm o hábito de evacuar próximo ao ponto da picada, após a ingestão de sangue.
III) Alguns hemípteros do gênero Triatoma sp são conhecidos transmissores do protozoário flagelado Trypanosoma cruzi causador da doença conhecida como "barriga d água" . O saneamento básico é fundamental no combate a esta doença.
IV) A filariose é uma doença transmitida ao homem por picada de mosquitos pium ou pólvora do gênero Culex sp contaminados com o nematóide Onchocerca volvulus .
V) A malária, maleita ou impaludismo é uma doença causada por protozoário esporozoário e transmitida ao homem por insetos dípteros que possuem hábitos noturnos e cujas fêmeas são hematófagas. 
Estão corretas:
a) apenas II e IV.
b) I, III e IV.
c) II, III e V.
d) apenas I e V.
e) apenas IV e V.

resposta:[D]

02-Seqüenciado genoma do Aedes aegypti .

Análise pode ajudar a explicar ligação simbiótica entre mosquito e os vírus da dengue e febre amarela.

Um consórcio de pesquisadores de vários países, inclusive do Brasil, deu mais um importante passo na luta contra doenças transmitidas pelo Aedes aegypti : a dengue e a febre amarela. O genoma do mosquito acaba de ser seqüenciado, o que pode fornecer pistas sobre a interação do vetor com os vírus. O estudo, detalhado na revista "Science" desta semana, permitirá a busca de novos caminhos para tentar erradicar essas doenças. A pesquisa concluiu que o genoma do A. aegypti tem 1,38 bilhões de bases. Aos cientistas brasileiros, da Universidade de São Paulo (USP) e do Instituto Butantan coube o seqüenciamento dos genes ativos, ou seja, aqueles que codificam proteínas envolvidas nas diversas funções e características do organismo. O processo foi complexo, uma vez que se constatou que o genoma desse inseto contém milhões de bases que se repetem e não têm atuação específica (os elementos de transposição ou transposons), o que dificultou a definição dos genes ativos. "Mapear quais são e onde se localizam os genes ativos é fundamental para se entender o genoma por completo", afirma um dos autores do artigo, o bioquímico Sergio Verjovski-Almeida, do Departamento de Bioquímica da USP.

(Rodrigues, João Gabriel "Ciência Hoje On-line", 17.05.2007)

A respeito desse tema, analise as afirmações a seguir:
I - As bases citadas no texto são as nitrogenadas que no DNA correspondem a: adenina, timina, citosina e guanina.
II - Os genes ativos são aqueles que codificam uma proteína.
III - O RNA difere do DNA pela presença de uma uracila, além das bases citadas acima.
IV - A transcrição do DNA ocorre no interior do núcleo celular em todos os tipos de células.
Estão corretas:
a) apenas I e II.
b) apenas II e IV.
c) apenas I e III.
d) I, II e III.
e) II, III e IV.


resposta:[A]
03-Indique em qual dos seres vivos, citados a seguir, o ácido desoxirribonucléico (DNA) e o ácido ribonucléico (RNA) não ocorrem em um mesmo indivíduo: 
a) bactéria 

b) protozoário 

c) vírus 
d) fungos 
e) algas
resposta:C

04-Uma nova preocupação atinge os profissionais que trabalham na prevenção da AIDS no Brasil. Tem-se observado um aumento crescente, principalmente entre os jovens, de novos casos de AIDS, questionando-se, inclusive, se a prevenção vem sendo ou não relaxada. Essa temática vem sendo abordada pela mídia:





Medicamentos já não fazem efeito em 20% dos infectados pelo vírus HIV.
Análises revelam que um quinto das pessoas recém-infectadas não haviam sido submetidas a nenhum tratamento e, mesmo assim, não responderam às duas principais drogas anti-AIDS. Dos pacientes estudados, 50% apresentavam o vírus FB, uma combinação dos dois subtipos mais prevalentes no país, F e B."
Adaptado do Jornal do Brasil, 02/10/2001.

Dadas as afirmações acima, considerando o enfoque da prevenção, e devido ao aumento de casos da doença em adolescentes, afirma-se que :

I. O sucesso inicial dos coquetéis anti-HIV talvez tenha levado a população a se descuidar e não utilizar medidas de proteção, pois se criou a idéia de que estes remédios sempre funcionam. 

II. Os vários tipos de vírus estão tão resistentes que não há nenhum tipo de tratamento eficaz e nem mesmo qualquer medida de prevenção adequada. 
III. Os vírus estão cada vez mais resistentes e, para evitar sua disseminação, os infectados também devem usar camisinhas e não apenas administrar coquetéis. 
Está correto o que se afirma as corretas sao?

I e III

05-DE QUE MANEIRA DEVEM SER ESCRITOS OS NOMES CIENTÍFICOS?


Onomes científicos devem ser escritos em latim e com destaque. O destaque pode ser o itálico, o negrito ou sublinhado.
Cão -Canis familiaris
Homem -Homo sapiens
A escrita em latim evita variação do nome científico das espécies, pois o latim é uma língua “morta”, isto é, não é mais utilizada e, portanto, não há mudanças em seu modo de escrever.

nomenclatura é binomial, ou seja, todo ser vivo deve ter o seu nome científico com pelo menos duas palavras: a primeira para o gênero e a segunda para a espécie. No exemplo da Araucaria angustifolia (pinheiro-do-paraná),Araucaria é o nome do gênero e o conjunto dos dois nomes (Araucaria angustifolia) designa a espécie. É errado utilizar o segundo nome isoladamente.



Nomenclatura binomial

06-(Fuvest) Entre os cães domésticos encontramos uma grande 
diversidade morfológica (p. ex.: Fox, São Bernardo, Doberman, 
Poodle e muitos outros). Já entre os cães selvagens  (Cachorrodo-mato, Lobo-guará), a diversidade é muito menor. 
A) como se explica, em termos evolutivos, essa diferença? 
B) que nível taxonômico atribuímos à grande diversidade 
encontrada dentro de cada grupo de animais domésticos? 
Por quê?  
C) por que os cães "vira-latas" são, em média, mais resistentes 
a doenças que os cães com pedigree?
a) Os cães domésticos passam por uma seleção artificial enquanto os selvagens são naturalmente selecionados pelo meio. 
b) Raças ou subespécies, porque podem produzir descendência fértil. 
c) Os vira-latas apresentam maior variabilidade e resistência porque se cruzam ao acaso. 
07-Ordene as categorias de classificação biológica de
modo ascendente e assinale a alternativa correta: 
A) Espécie, Gênero, Ordem, Família, Classe, Filo, Reino. 
B) Espécie, Gênero, Família, Ordem, Classe, Filo, Reino. 
C) Espécie, Gênero, Ordem, Classe, Família, Filo, Reino. 
D) Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Gênero, Espécie. 
E) Reino, Filo, Classe, Ordem, Família, Espécie, Gênero
08-(Unicamp) De acordo com o sistema binomial de nomenclatura estabelecido por Linnaeus, o nome científico 'Felis catus' aplica-se a todos os gatos domésticos como angorás, siameses, persas, abissínios e malhados. O gato selvagem ('Felis silvestris'), o lince ('Felis lynx') e o puma ou suçuarana ('Felis concolor') são espécies relacionadas ao gato. 



A) a que gênero pertencem todos os animais mencionados? 

B) por que todos os gatos domésticos são designados  por um mesmo nome científico? 
C) qual dos nomes a seguir designa corretamente a família a que pertencem esses animais. Felinaceae, Felidae, Felini, Felinus ou Felidaceae? Justifique.

a) Gênero Felis. 

b) Todos os gatos domésticos têm o mesmo nome científico porque pertencem à mesma espécie. 


c) A família a que pertencem os animais citados chama-se 

FELIDAE. A terminação latina - IDAE é designativo de família.



09-Sobre a "Doenças de Chagas"  responda:
Agente etiológico:Trypanossoma cruzi
Agente vetor:Triatoma infestans(barbeiro)



10-A Doença de Chagas continua causando muitas mortes no Brasil e em países pobres do mundo. O texto a seguir sobre esta doença é hipotético. Leia-o com atenção.

"Um paciente residente na periferia de Fortaleza procurou o posto médico, queixando-se, entre outras coisas, de febre, anemia, cansaço e hipertrofia ganglionar. Após os exames clínico e laboratorial, diagnosticou-se, corretamente, que ele estava com a Doença de Chagas. Ao tomar conhecimento do caso, um professor resolveu discutir o caso com seus alunos, solicitando que eles opinassem sobre que medidas deveriam ser tomadas para controlar a propagação da doença. Os alunos apresentaram cinco sugestões."

Dentre as sugestões apresentadas pelos alunos, a única inteiramente correta é: 
a)isolamento do paciente, para evitar o contágio com outras pessoas, pois a doença se propaga também pela inalação do ar contaminado;
b)campanha de vacinação em massa, em Fortaleza e por todo o estado do Ceará, para evitar uma epidemia na cidade.
        c)
aplicação de inseticidas em toda a cidade, para eliminação do Aedes aegypti, inseto transmissor do Trypanosoma cruzi, agente causador da doença;
d)vacinação de cães e eliminação de cães de rua, pois eles são reservatórios naturais de protozoários do grupo Trypanosoma;
e)

proteção das portas e janelas com telas, a fim de evitar a entrada do barbeiro, inseto transmissor da doença, nas residências".


2 comentários:

  1. muito bom gostei, espero que algumas dessas questoes caia no Enem dai então ja vou saber responder...Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. gostei muito !!!! a maioria dessas questoes estao no meu livro de biologia, me ajudou a responder, valewww!!!

    ResponderExcluir